Cinquenta tons de cinza

Tenho duas palavras par descrevê-lo: Twilight Pornográfico. É mesmo uma versão para adultos dos livros de Stephenie Meyer. É uma história bem bonita, não me leve a mal, mas a autora foca muito o sexo. Acho que o interesse dela, na verdade, era descrever o ato sexual, e não escrever uma bela história.

E acho que foi isto que o fez tão vendável e citado pelas críticas: A ousadia de E L James. Ela mistura um romance lindo e comovente, dramático e envolvente, com os detalhes mais profundos do sexo. Não, não é o sexo. É da “foda”, como ela trata no livro. No livro, o sexo é mostrado apenas como um ato que visa o prazer – das duas partes ou não. Não existe amor nisso. Tudo porque Christian Grey é sadomasoquista. Em certo momento você pode vir a sentir pena de Anastasia Steele, mas eu, particularmente, fiquei com muita raiva. Ela se deixa muito vulnerável… Gostaria que ela fosse mais firme.

E estes são os meus motivos para acreditar que Cinquenta Tons de Cinza é uma nova versão para Crepúsculo:

1. Se passa nas mesmas redondezas. Em Portland e Seattle. Mais um pouquinho e ela tinha levado eles para Forks… Vontade não faltou, tenho certeza.

2. Ana Steele faz o estilo inocente e puritana, mas é doida para se rebelar, just like Bella Swan.

3. Christian Grey é aspirante a super herói. É do tipo que vai dormir na casa de Ana só porque “ela precisa dele”. Oi??? Isso é muito Edward Cullen!

4. Christian encontra Ana onde quer que ela esteja. Mas a desculpa que E L James usou para isso não foi o “faro”, mas a $ grana $ que ele tem para jogar para o alto.

5. Aliás, este é outro ponto muito comum: Christian e Edward são muito ricos e poderosos. Todo mundo faz o que eles querem. To-do mun-do.

6. Tanto Christian quanto Edward têm essa coisa de “Você devia ficar longe de mim”.

7. Eles também gostam de dar presentes. Caros. E, AH!, que coincidência, elas gostam de recusar e ficar com raiva por terem de aceitar! Engraçado, né?

8. A editora das versões brasileiras de ambos os livros é a Intrínseca e acho que ela percebeu todas essas semelhanças, porque também colaborou deixando as capas bem parecidas: Fundo escuro e um elemento em destaque.

Bem, apesar disso, eu gostei bastante da história e estou louca para comprar o próximo livro da coleção – Cinquenta Tons Mais Escuros. Apesar do destaque exagerado ao sexo, a história é realmente bem boa.

Beijos,

mmariah.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s