O medo

O problema é o medo. Eu poderia dizer que tenho medo da rejeição, mas na verdade, eu nunca sei se estou mesmo sofrendo rejeição, então o grande problema de tudo é o medo.

Eu fico pensando em tudo o que aconteceu desde então e me sinto confusa! Porque para mim fazer amizades é tão difícil quanto foi entender química no colégio. Eu fico me fazendo de forte e enturmada, finjo que estou empolgada e que não tenho vergonha mas, na verdade, enquanto digo um simples “oi!” meu corpo todo está retraído, por um medo muito intenso!

E lembrar daquela noite me faz sorrir porque eu sinto como se eu tivesse sido puxada do fundo da caverna onde eu me escondi no momento em que ouvi suas palavras dizendo “Senta!”, quando eu não quis sentar por vergonha e medo! Ou quando falou bem perto de mim que eu podia ficar à vontade para dizer um palavrão, porque nós tínhamos ganhado aquela rodada! E quando me pedia para, por favor, dizer qualquer palavrão, só pelo prazer de ouvir um palavrão sair da minha boca, porque eu fico com tanto medo da rejeição que não consigo ser eu mesma nem pra soltar um “merda” como força de expressão!

Então eu lembro como me fez rir e em como eu me diverti quando deitou a cabeça na mesa e reclamou que eu não tinha entendido uma palavra do que tinha me ensinado na última meia hora. Como segurou as cartas do baralho junto comigo e como nossos dedos se enrolaram nessa hora, e eu imaginei que levaria um soco de alguém a qualquer momento, porque achei que ela fosse sua namorada. Lembro quando a garrafa de cerveja caiu no chão quando ninguém esperava, me trazendo de volta à caverna escura. E em como eu fiquei triste quando pensei estar indo embora.

Mas eu não fui, e você me trouxe de volta o sorriso quando fez comigo uma mágica e descobriu o meu 7 de paus, que até agora eu não entendo como fez isso! Como brincou do meu sotaque de nordestina e isso me irritou, e me zoou por gostar de Taylor Swift e ficou decepcionado por eu não saber quem era Jack Johnson. Mas me falou das estrelas cadentes, me apontou onde ficava a ilha e ensinou como chegar lá. E quando eu disse o quanto estava me irritando, me perguntou se preferia você, uma cara divertido e legal que me fazia rir, nas suas próprias palavras, ou um cara chato e que não era divertido. E quando eu não quis responder, você só pediu pra eu por favor dizer. E eu senti seu ego inflar um pouquinho quando eu disse que preferia você.

Então eu fui embora e eu não estava acreditando. E você não apareceu lá no domingo, e eu fiquei te esperando. E esperei. E peguei a bicicleta e andei 4,5km para achar a tal ilha, mas eu não achei. E eu também não tive oportunidade para ver as estrelas cadentes.

E eu sabia desde o começo que seria impossível, mas eu queria dizer que eu adoraria conhecer mais de você. E dizer que eu adorei te conhecer, sim. Que você foi uma das poucas pessoas no mundo que me fizeram sentir tão feliz com tão pouco. Porque aquela noite estava sendo horrível para mim quando eu lembrei que tinha esquecido que fazia um ano da morte da minha avó, mas você me fez sorrir e me mostrou que mais importante do que as lágrimas são os sorrisos.

Mas eu sou fraca para dizer essas coisas a você, porque eu tenho medo. Medo da rejeição, medo de ser mal interpretada. Medo de estragar tudo com mais alguém, porque você não seria o primeiro a ser legal comigo e eu afastar de mim.

Apenas saiba que eu ouvi Jack Johnson e que ele é legal, totalmente o tipo de música que eu gosto. E graças a você eu vi a ilha por foto, e nem me pergunte como! Quanto às estrelas cadentes, talvez eu tenha que esperar alguns anos para uma nova oportunidade. Desculpe.

Então, no fim de tudo, eu só queria te agradecer. Por ter me proporcionado essa noite tão divertida e memorável. E por ter sido tão legal comigo quando ninguém mais foi. E dizer que eu sinto muito por não poder te conhecer melhor, eu apenas não sei como fazer isso, porque eu sou horrível para fazer amigos.

Era isso.

mmariah.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s